Cargas Positivas E Negativas No Ar: Elas Fazem Toda A Diferença

Todos sabemos que uma vida urbana impossibilita que possamos respirar um ar de melhor qualidade o dia todo. Por isso comecei a buscar alternativas para que o ar dentro da minha casa, pelo menos, fosse um pouco mais saudável. E eis o que achei na internet.

Fresh AIr 4ever3

Ionização do ar: cargas elétricas manipuladas em ambientes climatizados
Diariamente, respiramos cerca de 26 mil vezes, totalizando uma absorção de 10 mil litros ou 15 Kg de ar. Mesmo assim, o ser humano não dá a devida atenção à qualidade do ar que respira. Poucos sabem que existe um tipo de “poluição” silenciosa no ar. Chamada poluição elétrica, ela acontece quando há alta concentração de íons positivos no ar.
Este processo de desequilíbrio elétrico tem origens que podem ser naturais ou artificiais, e quando atinge níveis extremos pode causar dores de cabeça, sonolência, mal estar e irritabilidade. Por isso, locais que concentram íons negativos tendem a ser mais saudáveis. Atualmente, existem dispositivos eletrônicos que ionizam negativamente os átomos do ar. Íons negativos são considerados as “vitaminas do ar” e representam benefícios diretos para a saúde doseres vivos, agindo principalmente na sua vitalidade.

O que é ionização e como funciona
De forma simplificada, é possível afirmar que as moléculas do ar são ionizadas o tempo todo, com polaridades opostas, negativas e positivas. Os íons são positivos quando apresentam falta de elétrons e negativos quando os têm em excesso. Isto ocorre por meio de atritos e estímulos.

Fatores naturais
Os íons negativos são produzidos naturalmente através da fotossíntese das plantas, radioatividade do solo, tempestades, raios cósmicos e ultravioletas do sol, a chama de uma vela ou de uma lareira, o impacto da água em movimento (chuva, chuveiro, mar, fonte), o atrito do ar nas plantas pontudas.
Observe que depois de uma tempestade, no pé de uma cachoeira, na beira do mar ou dentro de uma floresta respiramos melhor. Isto ocorre devido ao grande volume de íons negativos presentes no ar. Mas a mãe natureza nem sempre age de forma linear. Existem fenômenos que diminuem a presença dos íons negativos e geram um excesso dos positivos, como o nevoeiro, o tempo antes da tempestade, ventos quentes e ar seco.

Fatores artificiais
Como era de se esperar, a presença humana também interfere no equilíbrio iônico. Os itens que diminuem a concentração de íons negativos são: fumaça industrial e dos carros, carpete, tecidos sintéticos, poluição, ar confinado e equipamentos eletrônicos como televisão, microondas, ar-condicionado, aquecedor, computador, etc. Quando a presença dos íons positivos for alta sentimos cansaço, insônia, vertigem e irritabilidade.

Como ionizar o ambiente
Para anular os efeitos causados pelos íons positivos e recuperar a sensação de bem estar, é necessário a emissão de 2 mil íons negativos por cm³. Isto pode ser obtido de forma natural pela utilização de plantas purificadoras ou artificial por meio de ionizadores. No entanto, em escritórios, dificilmente as folhagens irão cumprir este papel de ionizadores, visto que o número de aparelhos de ar-condicionado e computadores é alto.Difusor umidificado 4ever3

Hoje, muitos modelos de climatizadores, umidificadores, purificadores e condicionadores de ar já vêm equipados com esta função (o dispositivo ionizador vem embutido dentro do aparelho). Existem também dispositivos semelhantes a um pendrive com conexão USB para ligar no notebook.

Redação do Portal WebArCondicionado. Com informações de Instituto Newton Braga.

Espero que seja útil, se tiver alguma sugestão de como melhorou o seu ar ou como gostaria de mudar a qualidade dele nos escreva aqui!

Vamos trocar infos e nos ajudar. 😉

Abraço grande!

Submit a comment

5 × cinco =