8 segredos da Grand Central Station

A Grand Central Station é, na minha opinião, o terminal de trens mais lindo do mundo. Como não conheço todo o mundo, deixo uma margem para dúvidas. Mas para mim é sempre encantador passear por essa estação tão maravilhosa.
Quero dividir com você alguns dos encantos desse local tão especial e, ainda, instigá-lo a vir me visitar e conhecer esse local tão especial.
1 – Você sabia que todos os relógios dessa estação estão sincronizados com o relógio atômico?
2 – É um erro comum dizerem que os relógios estão atrasados, na verdade eles estão na hora, como referi acima, o que acontece é que as partidas dos trens acontecem exatamente 60 segundos depois do que está escritos no letreiro deles. Então se ali diz que um determinado trem sairá as 7:02, na verdade ele sairá as 7:03.
3 – Por falar em relógios, aquele relógio redondo, com 4 lados é avaliado em mais de 10 milhões de dólares pelas casas de leilão mais conhecidas, Christies e Sothebys. . Não é incrível?
4 – Ainda sobre relógios, o relógio que fica do lado de fora da fachada principal do terminal é o maior e provavelmente mais caro relógio da Tiffanys, medindo cerca de 4 metros de diâmetro.
5 – Aquele céu lindo, pintado no teto da estação, para mim um dos pontos altos da visita, representa o céu do mar mediterrâneo no inverno, porém com um detalhe muito importante: é o céu visto de cima e não de baixo! Louco né? Foi um erro que só foi identificado depois de pronto.
6 – Esse terminal possui a “Whispering gallery”, uma experiência única na qual você fala, voltado para a parede em um lado e a pessoa ouve com nitidez impressionante o que você disse do outro lado. Muito divertido!
7 – O mercado da Grand Central é um mercado lindo, de dar água na boca e sem ficar para trás de nenhum outro da cidade.
8 – No fim do mercado você encontra uma escultura chamada Sirshásana.
Ficou curioso? Vem visitar!

Você tem que fazer este passeio, saindo da Grand Central Station!

Submit a comment

quatro × 4 =