Trabalho e insatisfação

Recebi recentemente esta pesquisa:
“72% das pessoas estão insatisfeitas com o trabalho.
A insatisfação dessas pessoas:
Vem 89% da falta de reconhecimento.
78% com o excesso de tarefas.
E 63% com problemas de relacionamento no trabalho.”

Confesso que estes números me deixam triste, ainda mais porque o que vejo à minha volta reflete isso mesmo e corrobora esta pesquisa.
Passamos grande parte da nossa vida a trabalhar, no mínimo 1/3 da nossa vida, longe das pessoas que amamos a maior parte das vezes, e se ainda fizermos algo que não gostamos, deve ser muito difícil.
Deixou-me triste também porque sou obcecada por este assunto, não sei porque o sou, mas sou. E por isso já tive de enfrentar tantas coisas, mas sinto que tudo valeu a pena, porque faço o que amo e que me deixa realizada. E principalmente desde que fui mãe, essa obsessão aumentou, porque penso que se não posso estar com a minha filha porque tenho de trabalhar, que seja fazendo algo que me deixa feliz, que me faz sentir útil, que consiga conviver com pessoas que me acrescentam.
Claro que existem pessoas que nunca tiveram a oportunidade de escolher, não sejamos alienados, mas existem tantas outras que tiveram essa oportunidade. Então porque é que existem tantas pessoas insatisfeitas no trabalho?
Não sei a resposta a toda esta problemática, é um assunto muito sensível. Mas acho uma reflexão muito importante.
A única que sei é que a vida é curta, que temos de ser felizes e realizados, dê por onde der, seja fazendo o que for, mesmo que isso não se enquadre nos padrões vigentes.
Beijinhos.

4Ever3:realizacao1

1 Comment

  1. Eu acho que tem algo encarnado no ser humano que quer se mostrar útil para alguma coisa, as vezes acho que quem reclama do trabalho com o argumento “excesso de tarefas”, “falta de reconhecimento” (toda vez que escuto isso já acho que é a pessoa se auto-defendendo, tipo eu sou bom mas ninguém vê, a possibilidade de não saber algo sobre o trabalho não existe) e etc, não pararam para pensar realmente sobre o que a desagrada, no fundo penso que isso virou uma “modinha”, do tipo “estou atolado de trabalho” logo sou importante, responsável e a empresa ou que faço não vive sem mim, ter stress no trabalho hoje é super “cool” falar que vc faz, acontece, que briga, que é o “fodão” te faz stressado e admirado pelas pessoas ao mesmo tempo, o pq disso? não sei também… é uma modinha sem explicação que não faz bem algum, mas que as pessoas “admiram” quem são assim. Você admitir para as pessoas que vc não tem uma mesa atolada de papel, não tem stress, não é tão atarefado assim muitas pessoas podem pensar que vc é indispensável. Percebe-se como é um grande paradigma?
    Acho que tudo leva ao mesmo ponto de está satisfeito e realizado com o que faz, se vc está neste nível dificilmente irá reclamar de muitas tarefas ou não reconhecimento, pois vc já tem seu próprio reconhecimento, e não tem nada melhor que do que vc mesmo se elogiar ainda mais fazendo o que gosta. As vezes penso que a pessoa até faz o que gosta, mas pelo modismo diz que é insatisfeito, atolado de trabalho e sem reconhecimento, pois vc falar isso em uma roda de amigos é “cool”.
    P.S:
    01: Sim, tenho problema com formulação de idéias.
    02: Acabei de reler o texto mas acho que ficou super confuso e não consegui arrumar para deixar mais claro.
    03: Quando imaginei comentar pensei que conseguiria fazer isso em uma linha
    04: Maior “P.S” já postado.

Submit a comment

três × três =