Viagens internacionais com pets

 

Gente, sério são tantos detalhes de como se mudar, que estou quase escrevendo um manual de como se mudar e como se preparar para a mudança, hehe!
Uma das últimas coisas para completar o processo das nossas mudanças foi a vinda dos nossos filhos peludos. E percebi que muitas pessoas têm curiosidade com isso e não sabem onde procurar. Então resolvi fazer este post para ajudar a organizar mentalmente na sua cabeça como fazer isso.
A minha experiência é: o processo é bastante burocrático, mas não é difícil. Você tem que ter paciência! Mas faz parte, esse é só mais um passo em direção à sua mudança e, se você não quiser ter trabalho, então é melhor nem se mudar…
A princípio este post serve apenas para cães e gatos saindo do Brasil. Sei que para outros animais é muito mais burocrático e não saberia como resolver isso.
De acordo com o tamanho do seu bichinho, ele poderá ir em cima com você ou embaixo. Essa é a primeira conta que você deve ter em conta. Se o cachorro for bem grande é possível que ele tenha que ir como carga, que é um processo mais caro e mais demorado. Leve isso em conta.
Normalmente se eles tiverem até 11 quilos com a transportadora existe a possibilidade de eles irem em cima com você. Porém vai depender do modelo do avião porque essa caixa tem que caber sob o banco à sua frente. Normalmente não passa de 25 cm, o que é bem pequeno. Então faça uma pesquisa nas cias aéreas quais são as exigências deles de tamanho  de peso antes de comprar a passagem aérea.
Muito importante é também ver se a Cia aérea tem cabine pressurizada para levar seu pet embaixo. Eu descobri que a Delta não tinha depois de ter comprado a passagem e isso acabou me prejudicando bastante… Não cometa o mesmo erro que eu!
A próxima coisa por ordem cronológica é a vacina de raiva. O seu bichinho tem que estar em dia com isso também. Esse passo é fácil, é só falar com o seu “dogtor”.
O próximo passo fácil é: seu pet tem que ser microchipado. Se ele não for ainda, este é o momento!
Então vá no Ministério da Agricultura no aeroporto da sua cidade. O de Guarulhos fica no Terminal 3, no segundo piso, ao lado do Restaurante Ráscal.
Então você vai no primeiro dia e eles marcam um dia para você levar a documentação.
Eu sei que para a Europa é mais complicado, mas não sei exatamente o que precisa. Se informe lá.
Eles marcam um dia para você levar a carteira de vacinação do pet em dia e um atestado do veterinário com um prazo de validade de 10 dias para gatos e 5 dias para cachorros. Esse prazo é muito restrito. Não pode ser mais senão eles não aceitam. Nesse primeiro dia peça para eles o modelo do atestado que o seu dogtor precisa preencher. Precisa ter todas aquelas especificações que forem exigidas, então o mais fácil talvez seja ele preencher esse papel fornecido por eles mesmo.
Daí você leva a carteira de vacinação com uma cópia no dia marcado (eles não fazem cópia lá ok?) e o atestado do seu veterinário e preenche um outro formulário lá mesmo.
E eles te dizem o dia para você ir buscar essa documentação.
Essa documentação deverá ser apresentada no check in e na entrada no outro país ok? Ela é muito importante.
Ufa! Daí você vai ter a alegria de ter o seu filho de 4 patas morando com você fora do país.
Só te digo uma coisa: Vale todo o esforço  😀

Se você tem pets, esta dica é muito importante!

Submit a comment

dezoito − treze =